Leões venceram o Benfica por 5-3

Aqui pode escrever o que lhe apetecer.

Leões venceram o Benfica por 5-3

Mensagempor frolas » 16 abr 2008, 22:22

Sporting na final da Taça de Portugal

O Sporting apurou-se para a final da Taça de Portugal de futebol, após derrotar quarta-feira em Alvalade o Benfica por 5-3, virando uma desvantagem de 0-2 no final da primeira parte.

Imagem Imagem

Rui Costa (19 minutos) e Nuno Gomes (31) fizeram com que o Benfica chegasse ao intervalo a ganhar, perante um Sporting que parecia já derrotado.

Na segunda parte o Sporting virou para 3-2 a seu favor, com golos de Yannick Djaló (68), Liedson (76) e Derlei (79).

O Benfica ainda reequilibrou, aos 82 minutos, por Cristian Rodriguez, mas o Sporting viria a marcar por mais duas vezes - Yannick Djaló, aos 85, e Vukcevic, aos 91.

O outro finalista é o FC Porto, que terça-feira derrotou o Vitória de Setúbal, no terreno deste, por 3-0. A final da Taça de Portugal disputa-se a 18 de Maio, no estádio Nacional.

Sporting dá a volta ao resultado

Adormecidos durante a primeira parte, durante a qual sofreram os golos de Rui Costa (19 minutos) e Nuno Gomes (31), os leões despertaram após a entrada em cena de Derlei, que regressou aos relvados após sete meses de ausência por lesão para consumar a reviravolta aos 79, já depois dos tentos de Yannick (68) e Liedson (76).

Cristian Rodriguez ainda ameaçou o prolongamento, ao restabelecer nova igualdade aos 82 minutos, mas Yannick recolocou o Sporting na rota do FC Porto com novo remate certeiro aos 85, cabendo a Vukcevic fechar a contagem aos 91.

O Sporting, que procurará no Estádio Nacional apagar a má imagem deixada na final da Taça da Liga, perdida para o Vitória de Setúbal, mantém a expectativa de salvar a época com a conquista do segundo troféu português.

Poucos dias depois de ter sofrido a mais pesada derrota no novo Estádio da Luz e ter-se visto ultrapassado pelo Sporting na Liga, o Benfica ficou em situação ainda mais fragilizada, em vésperas da deslocação ao Estádio do Dragão para defrontar o FC Porto.

Privado do central brasileiro Polga, lesionado, o treinador Paulo Bento viu-se na contingência de colocar Miguel Veloso ao lado de Tonel no eixo da defesa "leonina", pois Gladstone também estava tocado e começou o jogo no banco de suplentes, tal como Izmailov, pelos mesmos motivos.

O técnico Fernando Chalana reservou uma única surpresa em relação à equipa inicial esperada, trocando o ponta-de-lança Cardozo pelo avançado Di Maria, na expectativa de conferir mais mobilidade ao ataque do Benfica.

O Sporting entrou com disposição de satisfazer rapidamente os seus adeptos e coube a Liedson o primeiro sinal de perigo, logo aos quatro minutos, reforçado por Tonel aos sete, através de um desvio de cabeça que saiu ao lado da baliza de Quim.

Pouco depois, um erro comprometedor de Adrien Silva isolou Di Maria, mas o argentino preferiu simular grande penalidade, opção contrária à que teve o experiente Rui Costa aos 19 minutos e permitiu ao médio do Benfica inaugurar o marcador após surgir também na "cara" do guarda-redes Rui Patrício.

O estratego benfiquista demonstrou atributos de finalizador (apontou o 10 tento da época), na sequência de um passe precioso de Di Maria, e o pragmatismo do Benfica voltou a emergir aos 31 minutos, quando Nuno Gomes aumentou para 2-0, na segunda incursão para golo na área do rival lisboeta.

O ponta-de-lança, que não marcava desde Dezembro de 2007, beneficiou de novo do acerto colectivo dos benfiquistas, que congeminaram mais um simples e eficaz lance ofensivo, correspondendo ao segundo poste, com um remate de cabeça, ao cruzamento teleguiado de Léo.

Paulo Bento pressentiu a catástrofe e nem esperou pelo intervalo para substituir o trinco Adrien Silva pelo criativo Izmailov, aos 34 minutos, mas só perto do descanso é que os anfitriões evidenciaram ténues indícios de inconformismo.

Os pressupostos mantiveram-se na segunda parte, apesar do assomo "leonino" e das ameaças de Liedson e Izmailov, mas apenas o disparo de longe de João Moutinho aos 61 minutos esteve perto de quebrar a resistência do Benfica, salvo pela barra da baliza de Quim, perante o olhar cúmplice do guarda-redes.

Apesar do ascendente do Sporting, concedido com risco pelo adversário, a equipa da casa tardou em reduzir a desvantagem e Paulo Bento optou por trocar o inexistente Romagnoli por Derlei, que regressou à competição após sete meses de ausência devido a lesão.

O treinador do Sporting esperou pouco tempo pelo golo, marcado por Yannick aos 68 minutos com um desvio na pequena área, na sequência de um bom cruzamento de Vukcevic, que viu os reflexos apurados de Quim negar-lhe pouco depois o empate.

O segundo tento dos anfitriões parecia naquela altura uma inevitabilidade e foi o "inevitável" Liedson que cumpriu o prognóstico aos 76 minutos, beneficiando de estranha liberdade na área "encarnada", correspondendo da melhor forma à assistência de Izmailov.

O médio russo repetiu a "dose" aos 79 e Derlei festejou da melhor maneira o regresso ao activo, consumando a reviravolta numa jogada semelhante, mas o Benfica restabeleceu o empate três minutos mais tarde, através de um poderoso remate de longe de Cristian Rodriguez.

O jogo arrastava-se para o prolongamento, mas Yannick tinha outras intenções para a noite chuvosa de Lisboa e inventou um remate de muito longe que desviou em Luisão e caiu fora do alcance de Quim, sentenciando aos 85 minutos a vitória do Sporting, confirmada por Vukcevic já "fora de horas", aos 91.

Jogo no estádio José Alvalade, em Lisboa.
Sporting - Benfica, 5-3.
Ao intervalo: 0-2.

Marcadores:
0-1, Rui Costa, 19 minutos.
0-2, Nuno Gomes, 31.
1-2, Yannick, 67.
2-2, Liedson, 76.
3-2, Derlei, 79.
3-3, Cristian Rodriguez, 82.
4-3, Yannick, 85.
5-3, Vukcevic, 93.

Equipas:

- Sporting: Rui Patrício, Abel, Tonel, Adrien Silva (Izmailov, 34), Grimi, Miguel Veloso, João Moutinho, Yannick (Gladstone, 86), Romagnoli (Derlei, 62), Vukcevic e Liedson.
(Suplentes: Tiago, Gladstone, Pedro Silva, Pereirinha, Izmailov, Derlei e Tiuí).

- Benfica: Quim, Nelson, Luisão, Katsouranis, Léo, Petit (Cardozo, 86), Maxi Pereira, Rui Costa, Di Maria (Sepsi, 66), Cristian Rodriguez e Nuno Gomes.
(Suplentes: Butt, Sepsi, Edcarlos, Luís Filipe, Binya, Mantorras e Cardozo).

Árbitro: Jorge Sousa (Porto).

Acção disciplinar: cartão amarelo para Di Maria (09), Abel (27), Luisão (56), Cristian Rodriguez (58), João Moutinho (72), Nuno Gomes (78), Liedson (81), Yannick (86) e Maxi Pereira (89).

Assistência: 37.204 espectadores.

Fonte: Lusa
frolas aka eduardo
Imagem
Avatar do Utilizador
frolas
Administrador
Administrador
 
Mensagens: 339
Registado: 12 jun 2007, 20:21
Localização: Almada

Re: Leões venceram o Benfica por 5-3

Mensagempor frolas » 17 abr 2008, 11:33

Aqui está o vídeo do resumo com os golos.

frolas aka eduardo
Imagem
Avatar do Utilizador
frolas
Administrador
Administrador
 
Mensagens: 339
Registado: 12 jun 2007, 20:21
Localização: Almada

Re: Leões venceram o Benfica por 5-3

Mensagempor Airborne 101 » 18 abr 2008, 09:12

Chalana estava convencido q ia ganhar mas, pelo vistos falou demais..... :cairderir:
"Grandfather, you were hero of the war? - Not, but I was belonged of the company of heroes." - Richard Winters / "But we in it shall be remembered-We few, we happy few, we band of brothers"-http://normandy44.blogs.sapo.pt/
Avatar do Utilizador
Airborne 101
Participante
Participante
 
Mensagens: 75
Registado: 04 abr 2008, 13:12
Localização: Saint Mère Église


Voltar para Discussão Geral

Quem está ligado:

Utilizador a ver este Fórum: Nenhum utilizador registado e 1 visitante

cron